Internacional

Brasil. Dilma torce por uma candidatura de Lula às presidenciais de 2018

Ex-presidente brasileira diz que a candidatura é “vital” para restaurar a democracia no país

Afastada do cargo após um conturbado processo de impeachment, a antiga presidente do Brasil, Dilma Rousseff, defende que é “vital” garantir que o também ex-presidente Lula da Silva se possa candidatar às eleições presidenciais de 2018. 

Em declarações à AFP, a partir de Genebra, na Suíça, onde marcou presença num festival de cinema sobre direitos humanos, Dilma condenou a campanha liderada pela imprensa contra Lula e lembra que o antigo chefe de Estado ainda apresenta elevados índices de popularidade no Brasil.

“Lula atravessou um período no qual toda a comunicação social esteve contra ele e onde houve tentativas de o enviar para a prisão [e] apesar disso tudo, continua no topo de todas as sondagens de opinião”, disse a antiga presidente.

“Garantir que tem a possibilidade de ser candidato [em 2018] é vital”, acrescentou então.

Lula da Silva está a ser investigado, no âmbito da Operação Lava Jato, e é acusado pelo Ministério Público de ter tido um papel central num esquema concebido para fortalecer o seu partido – o PT – para perpetuação no poder, conseguir luvas e governar o país de forma desonesta.