Islândia

Fim do controlo de capitais

A Islândia anunciou ontem que todos os controlos de capitais implementados para estabilizar a economia do país depois da crise financeira de 2008 serão levantados esta semana. 

“Os controlos de capitais sobre as pessoas, empresas e fundos de pensão no país serão levantados na terça-feira”, revelou o governo islandês em comunicado, citado pela agência AFP.

Na crise islandesa, durante a qual os três maiores bancos colapsaram, o controlo impediu os investidores estrangeiros de tirarem dinheiro do país e às autoridades fortalecerem a coroa islandesa.

Nos últimos anos as restrições dificultaram a vida das empresas da Islândia com negócios e atividades no estrangeiro e tornaram o país menos atractivo para os investidores estrangeiros.

Mas no ano passado a economia islandesa revelou um grande dinamismo, fruto do turismo e do investimento. Os dados preliminares mostram um crescimento de 7,2% em 2016, com o PIB a subir 11,3% o último trimestre do ano.

O governo deste país de 332 mil habitantes tinha prometido permitir a livre circulação de capital ao mesmo tempo que garantiria a estabilidade da economia.

“É um ponto de viragem muito agradável na reconstrução económica depois da crise de 2008 e 2009”, afirmou o primeiro-ministro do país. “Podemos dizer que o controlo de capitais fazia parte da reconstrução económica depois do colapso”, acrescentou Bjarni Benediktsson.