INE

Tendência positiva no início do ano

A tendência da economia portuguesa no início de 2017 é de crescimento. De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) “o indicador de atividade económica, disponível até janeiro e o indicador de clima económico, disponível até fevereiro, aumentaram”. 

A atividade económica é um indicador quantitativo que mede de itens como a produção e consumo de energia ou a venda de combustíveis, para além do mercado de trabalho e turismo.  

O clima económico, medido através da análise de inquéritos feitos em vários setores, reflete o sentimento dos empresários e gestores.

Segundo o gabinete de estatísticas, “o indicador de clima económico aumentou em janeiro e fevereiro, depois de ter diminuído nos dois meses anteriores”. Nos dois primeiros meses do ano subiu 1,2% e 1,3%, depois de em novembro e dezembro de 2016 ter diminuído date 1,1%.

Já “o indicador de atividade económica aumentou em dezembro e janeiro, após ter estabilizado no mês precedente”. Em outubro e novembro do ano passado manteve-se em 1%, subindo para 1,2% no último mês de 2016 e para 1,3% no primeiro de 2017.

Dos dados disponibilizados, o INE aponta que o investimento aumentou em janeiro “em todas as componentes, destacando-se a de construção” e que o “consumo privado estabilizou em janeiro”.

O INE lembra ainda que em “janeiro a atividade económica foi positivamente influenciada por um efeito de dias úteis, verificando-se dois dias úteis adicionais comparativamente com igual mês de 2016”.

Quer o volume de negócio, quer a produção da indústria, tal como os serviços, também aceleraram no início do ano. Em janeiro as importações cresceram mais do que as exportações.