Japão

Exportações em máximos de dois anos

As exportações do Japão aumentaram em fevereiro o máximo de dois anos, elevando o superavit em relação aos EUA.

De acordo com os dados do ministério das Finanças, as exportações anuais subiram 11,3% e 1,3% em relação a janeiro, naquele que foi o maior aumento desde janeiro de 2015.

Para os EUA, as vendas subiram 0,4% em fevereiro, por comparação comparação com o mesmo mês de 2016, impulsionadas pelo comércio de automóveis e peças para automóvel.O superavit comercial do Japão em relação aos EUA subiu 1,5% para os 5,48 mil milhões de dólares, naquele que foi o primeiro aumento desde janeiro.

Japoneses e norte-americanos vão entrar em negociações económicas de alto nível em meados de abril, e de acordo com a agência Reuters, Tóquio tenta encontrar formas de evitar tensão com Washington em relação à indústria automóvel, propondo uma agenda centrada no investimento em infra estruturas dos EUA.

Uma vez que o aumento das exportações se centrou na indústria automóvel, o presidente dos EUA poderá aumentar a pressão para que os construtores japoneses invistam nos EUA.

Os dados do comércio ilustram uma recuperação da economia motivada pela procura externa, com destaque para a China e outros países asiáticos. As exportações para a China, o maior parceiro comercial do Japão, subiram 28,2% em fevereiro, depois de terem subido 3,1% no mês anterior.  

A procura de peças de automóveis na China e de componentes electrónicos em Hong Kong contribuíram para o crescimento das exportações japonesas em fevereiro. A performance ajudou o Japão a registar um superavit em relação à China, o primeiro em cinco anos.