Desporto

Fórmula 1. Mercedes e Red Bull obrigadas a mudar as suspensões

FIA considerou ilegais as suspensões utilizadas no W08 e no RB13, horas antes do arranque da temporada 2017

As últimas horas antes do arranque da temporada de 2017 de Fórmula 1 ficam marcadas pela decisão da FIA de considerar ilegais as suspensões utilizadas pela Mercedes e pela Red Bull, obrigando à sua alteração antes dos primeiros treinos livres para o Grande Prémio da Austrália, que arrancam na madrugada desta sexta-feira - a partir da uma da manhã (horário português).

Tudo começou, recorde-se, ainda antes dos testes de pré-temporada, quando a Ferrari pediu esclarecimentos em relação a sistemas que poderiam trazer proveitos aerodinâmicos às duas rivais. A FIA analisou então os monolugares da Mercedes e da Red Bull e considerou ilegais as suspensões utilizadas no W08 e no RB13, vendo-as como uma recriação do FRIC – "Front to Rear Interlinked Suspension" (suspensão dianteira e traseira interligadas), que foi banido em 2014.

“Não é permitido ter um sistema de suspensão que afete o rendimento aerodinâmico do carro de qualquer outra maneira que não seja acidental. Não permitimos isso. Queríamos ver se a suspensão cumpre apenas essa função ou se está lá predominantemente para ajudar ao desempenho aerodinâmico do carro”, revelou esta quinta-feira Charlie Whiting, diretor de corridas da FIA.