Politica

CDS quer alargar apoios a arrendamento jovem

O CDS quer alargar o programa de apoio ao arrendamento jovem Porta 65.

Os centristas entregaram no Parlamento uma proposta para que este apoio financeiro que se destina a jovens entre os 18 e os 30 possa abranger também pessoas até aos 35.

A proposta do CDS prevê, aliás, que se se tratar de um casal a beneficiar do programa um dos elementos possa ter até 37 anos.

Além disso, os centristas querem incentivar a natalidade, criando uma majoração para os jovens que têm filhos a cargo.

"O CDS entende ser necessário ir um pouco mais longe, atendendo à realidade atual e aos objetivos do programa. Assim, deve ser alargada a idade para o acesso a tal benefício para os 35 anos e, lançando mão de medidas adicionais que promovam a natalidade, atribuir um maior benefício financeiro aos jovens que tenham filhos a cargo, reforçando-se, ainda, a majoração no caso dos jovens ou dos elementos do agregado jovem com uma deficiência permanente com um grau de incapacidade igual ou superior a 60 %", lê-se na proposta a que o i teve acesso.

O CDS quer ainda alargar o prazo de duração do programa, dos atuais 36 meses para os 60 meses, "por se entender ser um período razoável para a duração do incentivo em causa, assegurando-se o efetivo acesso dos jovens ao arrendamento".