Desporto

Mundial de ténis em cadeira de rodas. Polónia campeã, Portugal termina em 10º

A seleção nacional perdeu contra a Croácia


A seleção nacional masculina de cadeira de rodas concluiu hoje (Sábado) a sua participação na Fase de Qualificação Europeia do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas, com um 10º lugar, depois da derrota por 2-0 frente à Croácia. O evento da Federação Internacional de Ténis (ITF), coorganizado pela Premier Sports e a Federação Portuguesa de Ténis (FPT), encerrou com a vitória da Polónia na Vilamoura Tennis Academy.

Depois de dois triunfos seguidos frente a Irlanda e a Estónia, Portugal tinha a esperança de vergar a Croácia e conseguir o 9º lugar, entre 13 países participantes no torneio masculino, apesar da equipa nacional ter perdido por 2-1 no ano passado.

No entanto, num dia chuvoso, que teve de começar algumas horas mais tarde do que o previsto, a Croácia mostrou-se sempre superior e nem foi preciso disputar-se o encontro de pares, dado que Portugal perdeu os dois singulares, sempre em dois sets.

Carlos Leitão soçobrou diante de Anton Joskic por 6-4 e 6-0, enquanto João Sanona, de novo promovido a nº1 português, foi desfeiteado por Drazen Miksic por 6-4 e 6-4.

«Os nossos jogadores tiveram oportunidades em ambos os encontros, mas não souberam aproveitá-las e, nesse sentido, podemos dizer que a Croácia mereceu a vitória e o 9º lugar na competição», admitiu o selecionador nacional, Joaquim Nunes, que agradeceu o enorme apoio recebido pelos seus jogadores, por parte dos muitos delegados (e seus acompanhantes) da Assembleia Geral da FPT que amanhã (Domingo) irá realizar-se no Algarve.

Também a final masculina prescindiu do duelo de pares, tal a superioridade da Polónia, a primeira cabeça de série, sobre a Áustria, a segunda pré-designada da prova.

Em encontros que decorreram em simultâneo e em courts contíguos, para acelerar a programação atrasada pela chuva, a Polónia venceu os dois singulares, que se concluíram com poucos minutos de diferença.

Tadeusz Kruszelnicki, um antigo nº1 mundial e, aos 62 anos, ainda 31º da hierarquia da ITF, derrotou Martin Legner (33º ITF) por 6-0 e 6-4; enquanto Kamil Fabisiak, o 17º do ranking (o melhor cotado do torneio) levou a melhor sobre Nico Langmann (26º ITF) por 6-2 e 6-1.

«Ele é um jogador muito inteligente e eu estava à espera de uma grande luta, mas a verdade é que hoje joguei muito bem e foram duas grandes semanas para mim, depois de ter estado parado cerca de quatro meses», disse Tadeusz Kruszelnicki, que não perdeu nenhum encontro em duas semanas pois no Domingo passado venceu o Open de Vilamoura de cadeira de rodas, um torneio de preparação para este Mundial.

«Eu tinha perdido com o Nico no último confronto entre ambos e estava algo apreensivo. É uma grande vitória para mim», afirmou Kamil Fabisiak, que também não perdeu durante esta semana.

«Estávamos habituados a entrar diretamente na Fase Final do Mundial mas este ano mudaram a organização do Grupo Mundial e tivemos de vir jogar esta qualificação europeia. Não foi nada fácil e nós até estávamos a sentir alguns problemas poucas semanas antes do torneio começar, mas foi muito importante para os nossos jogadores terem podido rodar no Open Future da semana anterior a este Qualifier», analisou o selecionador polaco, Rafal Helbik.

Recorde-se que o torneio feminino terminou ontem (sexta-feira) com a vitória da Suíça. Portanto, Suíça e Polónia qualificaram-se para a Fase final da BNP Paribas World Team Cup que irá disputar-se em maio na Sardenha (Itália).
Para resultados completos, por favor consultar:

 

Os comentários estão desactivados.