Sociedade

Homem fica preso em supermercado de Braga durante duas horas

Os funcionários fecharam o estabelecimento para almoçar e acabaram por se esquecer do homem. 

Ademar Lima, um homem de nacionalidade brasileira, ficou acidentalmente preso dentro de um supermercado de Braga.

Os funcionários fecharam o estabelecimento para almoçar e acabaram por se esquecer do homem. Revoltado e após duas horas de estar fechado, Ademar decidiu filmar-se a si próprio a percorrer os corredores vazios do supermercado em causa.

"Os funcionários do Minipreço deixaram-me preso aqui dentro do supermercado e saíram para o almoço. Estou há quase duas horas preso, é muita irresponsabilidade dos funcionários, não viram que havia um cliente no fundo da loja", disse o cliente, num vídeo que foi posteriormente publicado no Youtube de modo a evitar que outras pessoas passem pelo constrangimento que passou.

No fim da filmagem é possível ouvir-se o alarme a tocar, mas nada aconteceu.

O supermercado já confirmou esta situação e num comunicado enviado para a comunicação social assumiu a responsabilidade pelo sucedido:

 "Na sequência do incidente registado na loja Minipreço de Braga, sito na Rua de S. Vítor, 68/70 , o Minipreço assume a total responsabilidade pelo sucedido, lamentando profundamente os transtornos causados. Todos os procedimentos internos, que vigoram no nosso perímetro de mais de 620 lojas no território nacional, são rigorosos e abrangem um alargado conjunto de normas e regulamentos que privilegiam a segurança e o conforto de todos os nossos clientes e funcionários. Qualquer incidente que viole estes princípios é alvo de um rigoroso inquérito interno para que se corrijam e melhorem estes procedimentos, numa óptica de aperfeiçoamento contínuo do serviço que prestamos às famílias que diariamente depositam a sua confiança nas nossas lojas."