Sociedade

Transtejo. Greve teve adesão de 90% no período da manhã

Ligações fluviais deverão voltar a parar durante esta tarde

DR  

A greve parcial, de 3 horas por turno, da Transtejo que se iniciou hoje, “teve uma forte adesão dos trabalhadores o que originou a paralisação da actividade da empresa no período da manhã”. Os sindicatos falam numa adesão a rondar os 90%.

A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações prevê que durante a tarde de hoje se repita essa “forte adesão”, quando se realizar o segundo período de greve. Para os sindicatos, a adesão à greve demonstra “o forte empenho dos trabalhadores na defesa da qualidade e do serviço público que é prestado”.

A paralisação repete-se amanhã, quarta-feira.

Os sindicatos exigem “a recuperação da frota, a admissão de trabalhadores, o fim do trabalho precário e o respeito pelos acordos firmados, nomeadamente pela publicação do Acordo de Empresa revisto em Dezembro passado, que teve por base o entendimento entre organizações de trabalhadores e administração, mas que ainda não foi sancionado pelo governo”.

As ligações fluviais do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão com Lisboa são as mais afetadas nos períodos das horas de ponta da manhã e da tarde.