Internacional

Tribo é indemnizada com 1,2 milhões de euros depois de se queixar da presença de espíritos

Tribo abandonou o local por afirmar que estariam presentes os espíritos das vítimas do acidente

DR  


De acordo com a cadeia de televisão Globo, a Gol, uma das maiores companhias aéreas brasileiras a nível mundial, vai ter de pagar 1,2 milhões de euros a uma tribo indígena, devido à queda de um avião em 2006, no qual morreram 154 pessoas, inluindo um português.

O acidente deu-se quando um avião da Gol chocou contra um jato privado, mesmo por cima da reserva da tribo indígena Caiapó, na Amazónia. Já nessa altura, os habitantes daquela reserva abandonaram o local, invocando que o mesmo teria ficado contaminado por combustível e pela presença de espíritos das vítimas.

Como a Gol nunca chegou a tirar os destroços do avião da reserva indígena, a tribo pediu uma indemnização, também devido à destruição de bens imóveis.