Politica

Centeno promete baixa do IRS em 2018

Mário Centeno diz que o Governo está a estudar uma forma de baixar o IRS àqueles "que mais necessitam". Mas há quem no PS duvide que seja possível.

O ministro das Finanças avançou hoje em entrevista ao Público que o Governo pretende aliviar o IRS no próximo ano.

"Estamos a estudar obviamente várias medidas fiscais que podemos vir a implementar no ano que vem. Haverá uma provisão orçamental para ajustamentos na fiscalidade direta que terá como objetivo aqueles que do ponto de vista fiscal mais necessitam", afirmou Mário Centeno.

A promessa vai ao encontro das negociações que o Governo tem mantido à esquerda em relação a alterações nos escalões do IRS e que devem ficar fechadas a tempo de serem incluídas no Orçamento do Estado para 2018.

A descida dos impostos não é, contudo, um assunto pacífico dentro do PS.

O deputado independente da bancada socialista, Paulo Trigo Pereira, escreveu esta semana um artigo de opinião no Observador no qual alerta para as restrições orçamentais que impedem a diminuição da carga fiscal.

Uma coisa é certa: tanto estas alterações aos escalões de IRS como o já prometido descongelamento de carreiras - que Centeno voltou a prometer na entrevista ao Público, embora de forma faseada - deverão estar contemplados no Programa de Estabilidade que o Governo entregará a Bruxelas em abril.

O difícil será saber como poderão as contas Bayer certas, uma vez que o Governo reafirma a vontade de cumprir as metas europeias.

Mário Centeno garantiu ao Público que o relatório conjunto com o BE sobre a dívida - que, como o i avançou, não será assinado pelo secretário de Estado João Leão - não irá mudar a política do Governo em relação à dívida pública.