Desporto

Bas Dost: "Época nunca será positiva mesmo sendo o melhor marcador"

Avançado holandês reconhece surpresa por estar a lutar pela Bota de Ouro

Bas Dost lidera de forma incontestada a corrida ao troféu de melhor marcador da Liga portuguesa - soma 24 golos, oito a mais que Soares, do FC Porto -, mas não se mostra muito satisfeito. E tudo devido à má temporada do Sporting a nível coletivo.

"Para mim é sempre um objetivo ser o melhor marcador da competição e pode parecer estranho, mas esta época não está a ser bem sucedida. Eu fui para Lisboa com um objetivo em mente e era o de ser campeão. Com oito jornadas para o final da temporada isso é quase impossível. Então estou a tentar ser o melhor marcador, mas a época não será bem sucedida com isso", referiu o avançado holandês, em entrevista à RTV Drenthe.

De qualquer forma, Bas Dost admitiu surpresa por estar na luta pela Bota de Ouro com nomes como Messi, Suárez ou Lewandowski. Explicou, no entanto - como já aconteceu noutras ocasiões - que isso se deve muito ao facto de ter a equipa a jogar em função das suas características. "Se recusasse dez anos no tempo, quando jogava nas camadas jovens do Emmen, claro que não esperaria isto. Mas sinto-me bem no Sporting. Em janeiro era inverno mas as temperaturas rondavam os 17 ou 20 graus, estou a adorar. O estilo de vida também é tranquilo. No clube todos trabalham em torno de mim, posso marcar golos, recebo bons cruzamentos e isso tem-me valido muito nos jogos. Estou feliz em Portugal, vou regressar agora e espero continuar a receber muito mais bolas", realçou.