Politica

PCP insiste em Novo Banco na esfera pública

Jerónimo de Sousa reafirmou as preocupações do PCP de que os portugueses venham a ser chamados a pagar no futuro prejuízos que aconteçam com a solução encontrada pelo governo para o Novo Banco.

O secretário-geral do PCP defendeu que teria valido a pena o governo fazer um esforço para manter o Novo Banco debaixo de controlo público.

Jerónimo de Sousa reafirmou as preocupações do PCP de que os portugueses venham a ser chamados a pagar no futuro prejuízos que aconteçam com a solução encontrada pelo governo para o Novo Banco.

“Foi uma má solução. Não estamos nada tranquilos que isso não aconteça [os portugueses virem a pagar eventuais prejuízos futuros do Novo Banco]. Valia a pena um esforço para manter o controlo público já que o Estado tem ali empregue milhões, milhares de milhões de euros”, disse o líder dos comunistas.