Cultura

Morreu o pioneiro da Pop Art James Rosenquist

Artista contemporâneo de Warhol e Lichtenstein tinha 83 anos.

James Rosenquist, artista norte-americano que foi um dos pioneiros do movimento Pop Art e contemporâneo de Andy Warhol, Roy Lichtenstein e Claes Oldenburg, morreu na passada sexta-feira em Nova Iorque, aos 83 anos, noticiou o “New York Times”.

Rosenquist deixou trabalhos em pintura, desenho, colagem, serigrafia e vídeo, representados em várias coleções internacionais e museus como o Guggenheim de Bilbao, o Museum of Modern Art, o Whitney Museum of American Art ou a Coleção Berardo. Entre as suas obras mais conhecidas estão “President Elect”, com John F. Kennedy, e “F-111”, um painel com um bombardeiro da guerra do Vietname.

Nascido em 1933 no Dakota do Norte, Rosenquist mudou-se na década de 1950 para Nova Iorque, onde começou por pintar painéis publicitários em espaços públicos, trabalho que acabaria por ser umas das influências da Pop Art.

Há oito anos, quando editou a sua autobiografia “Painting Below Zero: Notes on a Life in Art”, um incêndio destruiu várias das suas obras no seu estúdio na Florida.