OCDE

Consumo privado puxa pelo PIB

O PIB dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) aumentou 1,8% em 2016. Segundo os dados, o consumo privado foi o principal responsável pela subida anual, marcada ainda pelo fraco desempenho das exportações. 

O consumo privado contribuiu com 1,4% para o crescimento anual da OCDE, que em 2015 tinha sido de 2,4%. O consumo público e o investimento contribuíram com 0,3% cada enquanto as exportações baixaram 0,1%.

Os dados da OCDE revelam ainda que no quarto trimestre do ano passado a economia cresceu 0,7%, mais 0,2% que nos três meses anteriores, com o investimento e o consumo privado a contribuírem com 0,3% e 0,5%.

Olhando para os dados por país, os dados da OCDE revelam que, nos últimos três meses de 2016, o desempenho do PIB foi diferenciado.

No Reino Unido o PIB subiu 0,7% (0,5% observados no trimestre precedente), enquanto no Canadá abrandou 0,6% por comparação com os 0,9% do 3º trimestre). Nos EUA também foi de 0,9% no terceiro trimestre, finalizando o ano nos 0,5%.

Na Alemanha e em França, o PIB cresceu 0,4% (0,1% e 0,2% no trimestre anterior, respetivamente) e em Itália foi registada uma ligeira desaceleração do crescimento do PIB (de 0,3% para 0,2%). No Japão, o crescimento do PIB foi estável (nos 0,3%).