Politica

Francisco Assis quer Centeno na presidência do Eurogrupo

Eurodeputado socialista só encontra vantagens em ter o ministro português neste cargo 

O eurodeputado socialista Francisco Assis defende que o ministro das Finanças deve aceitar o convite para a presidência do Eurogrupo. “É útil em Portugal e seria muito útil na Europa e sendo muito útil na Europa seria ainda mais útil a Portugal”, disse Francisco Assis.

O eurodeputado do PS afirmou, em declarações à TSF, que só encontra “vantagens na ascensão de uma personalidade como Mário Centeno à presidência do Eurogrupo”.

Assis, um dos principais críticos do acordo entre o PS e os partidos à sua esquerda, acredita que Centeno “poderá contribuir para algumas alterações que devem ser feitas na Europa”.

António Costa afastou a possibilidade de o ministro das Finanças vir a ocupar este cargo. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu que “seria uma má solução para Portugal”, porque Mário Centeno “faz falta em Portugal, com o devido respeito que há pela presidência do Eurogrupo".

Centeno foi sondado para substituir Jeroen Dijsselbloem.

O semanário “Expresso” noticiou que o primeiro-ministro não quer Centeno dividido entre Lisboa e Bruxelas.