Desporto

FC Porto. Nuno tem a certeza que o Benfica ainda vai escorregar

Treinador dos dragões dá como adquirido o título se a sua equipa vencer todos os jogos até ao fim

O FC Porto não depende só de si para ser campeão nacional, mas nem por isso o técnico Nuno Espírito Santo perde a convicção plena de que o objetivo será atingido: "basta", para tal, vencer os sete jogos que faltam.

"Estou convicto de que se garantirmos 100% das vitórias, conseguiremos o nosso objetivo. Desde o primeiro dia que traçámos um objetivo que nos faz trabalhar no máximo das nossas forças, que é a conquista do título. Focamo-nos apenas em nós e no nosso calendário. O nosso próximo jogo é o mais importante. Temos que pensar em nós, fazer o nosso trabalho jogo após jogo", salientou o treinador dos dragões, garantindo a titularidade de Boly no lugar do castigado Marcano: "Já tem jogado e seguramente vai corresponder. Tem trabalhado muito bem e sempre que foi chamado o seu rendimento foi ótimo. Queremos manter a consistência defensiva, ser uma equipa que consegue controlar o ataque adversário. A presença do Boly dá-nos confiança máxima."

Nos dois jogos já realizados contra o Belenenses esta temporada, o FC Porto somou dois empates a zero. Mais um dado que não aflige o treinador portista. "Vai ser um jogo difícil, mas temos de nos focar nas nossas tarefas e potenciar as nossas ações individuais e coletivas. Vamos jogar perante os nossos adeptos, que são o nosso 12º jogador. Vamos querer jogar para conquistar os três pontos", realçou Nuno, desvalorizando a sequência atual de dois empates consecutivos: "O FC Porto teve momentos bons e momentos menos bons. A nossa característica principal é ter um espírito competitivo muito forte e isso fez com que ultrapassássemos todos os obstáculos que nos foram aparecendo durante a época. Na sábado é mais um, temos o Belenenses e não existe ansiedade. Temos uma vontade muito grande de competir e de discutir o jogo."

Faltavam, claro está, as perguntas da ordem sobre o clássico. No caso, sobre os festejos dos jogadores e membros da estrutura no final da partida com o Benfica. Então, Nuno Espírito Santo voltou a salientar a confiança firme num eventual deslize das águias nas sete jornadas que faltam. "Nós fizemos o nosso trabalho. Estou plenamente convicto que vamos ganhar o título", atirou o técnico portista, recusando-se a falar do polémico lance com Jonas: "Hoje é quinta-feira. Vamos dedicar o nosso tempo a preparar o nosso jogo."