Politica

Mourinho Félix aperta Dijsselbloem [vídeo]

O secretário de Estado Adjunto e das Finanças não perdeu a oportunidade de confrontar o ministro holandês quando o encontrou na reunião do Eurogrupo.

O momento está registado pelas câmaras da RTP e mostra Ricardo Mourinho Félix a exigir um pedido de desculpas a Jeroen Dijsselbloem por ter dito que os países do sul gastavam o dinheiro em "copos e mulheres" e depois pediam ajuda.

Mourinho Félix aproveita o momento dos cumprimentos para, enquanto aperta a mão ao ainda presidente do Eurogrupo, deixar claro o desagrado do Governo português com as palavras de Djisselbloem.

"Quero dizer-lhe que foi profundamente chocante aquilo que disse dos países que estiveram sob resgate", começa por dizer Mourinho Félix, perante um Djisselbloem que parece apanhado de surpresa pela atitude do português e mostra algum desconforto.

Mourinho Félix pede, então, que Dijsselbloem "diga alguma coisa" e peça desculpa aos ministros dos países do sul que estão no encontro em Malta.

O holandês muda de atitude e acaba por passar ao contra-ataque, visivelmente contrafeito com a forma como foi abordado pelo português.

O ainda presidente do Eurogrupo diz também ter considerado "chocante" a resposta do Governo português, que exigiu a sua demissão.

Com ironia, afirma que não vai exigir a Portugal um pedido de desculpas, mas lá responde ao secretário de Estado português que vai "dizer alguma coisa".