Internacional

“Nem Hitler utilizou gás contra o seu povo como Assad”, diz Sean Spicer

O assessor de imprensa da Casa Branca esqueceu-se das câmaras de gás.

Sean Spicer, assessor de imprensa da Casa Branca, comparou Bashar al-Assad, Presidente sírio, a Adolf Hitler: “Quando falamos de gás sarin, Hitler não atacou o seu próprio povo com gás da maneira como Assad o está a fazer”.

Em conferência de imprensa, Sean Spicer disse que “não foram usadas armas químicas na II Guerra Mundial”. “Uma pessoa tão desprezível como Hitler não usou armas químicas”, disse.

Mais tarde, o assessor de Trump desculpou-se e garantiu que, com as declarações, “não queria de forma alguma diminuir a natureza horrenda do Holocausto”, acrescentando que qualquer ataque a inocentes é condenável.

Nancy Pelosi, líder dos democratas na Câmara dos Representantes, exigiu a demissão de Sean Spicer: “Enquanto as famílias judaicas em toda a América comemoram a Páscoa, o porta-voz da Casa Branca está a minimizar o horror do Holocausto”.