Opiniao

Fernando Seara vai ser candidato do PSD em Odivelas

1.Eis uma notícia positiva para o PSD e para Passos Coelho, em particular: Fernando Seara é o cada vez mais provável candidato dos sociais-democratas à Câmara Municipal de Odivelas. É um nome forte, experiente, com capital de estima e competência reconhecida pelos portugueses em geral.

2.Num cenário (como o actual) em que Passos Coelho enfrenta a crítica de caos, indecisão e divisões ruidosas em algumas estruturas locais do partido no processo de escolha dos candidatos autárquicos, a candidatura de Fernando Seara representará um sinal de abrangência, de ambição e valorização, afinal, das eleições locais.

Seria até uma decisão muito prudente e inteligente de Passos Coelho puxar Fernando Seara para o seu núcleo duro de gestão política – é público e notório que falta na equipa de Passos experiência política, para não dizer mesmo que falta sabedoria política.

2.1.Teresa Morais é talentosa e inteligente, mas ainda não domina os processos políticos e é considerada pouco empática pelas bases (para além de desconhecida pela larga maioria dos portugueses.

2.2. Teresa Leal Coelho é excessivamente dada a gaffes e a tropeções políticos, apesar de muito querida e simpática – a ver vamos como correrá a sua campanha para Lisboa e como conseguirá alcançar um resultado honroso. A nossa percepção, como já partilhámos com os leitores, é que Teresa Leal Coelho pode ser uma excelente número dois – mas não tem perfil para número um.

 2.3. E Sofia Galvão está mais dedicada à sua vida profissional e quer saber pouco da política e muito menos do PSD (pese embora possa ser útil para Passos Coelho conter o ódio que Marcelo Rebelo de Sousa tem pela sua pessoa…).

3.Logo, Fernando Seara pode incutir mais planeamento, mais racionalidade, mais conhecimento de “experiência feito”, mais carisma e identificação junto das bases e dos portugueses – e o primeiro passo é o antigo Presidente da Câmara Municipal de Sintra assumir, com coragem e dedicação ao partido e à causa pública, a candidatura autárquica a Odivelas.

4.Dir-se-á que Fernando Seara foi candidato a Lisboa em 2013 – e foi severamente derrotado.

Não é comparável: em 2013, Portugal enfrentava o pico da crise financeira, a fase mais dura de aplicação do programa de assistência financeira – para além da circunstância pessoal de Fernando Seara lhe ser altamente adversa. Embora a vida privada não deva influir na vida política, a verdade é que as capas das revistas de sociedade durante o verão de 2013 eram dominadas pelo divórcio do social-democrata com a jornalista Judite de Sousa.

5.Agora, é diferente. Fernando Seara, actual comentador do SOL, tem sido uma voz de sensatez e revelado uma singular capacidade analítica para perceber os problemas mais candentes de Portugal e da Europa.

E tem apelado à história do partido como forma de o PSD se projectar para o futuro. As suas aparições na BOLA TV e o seu benfiquismo moderado também contribuem para a ligação que restabeleceu com os eleitores, o que explica o facto de ser tão desejado em Odivelas.

6.Sabemos, de fonte segura, que Fernando Seara está muito entusiasmado com o seu novo desafio, revisitando os textos que escreveu no passado sobre cidades inteligentes, cidades de futuro, cidades inclusivas.

Cidades inclusivas, essas, que não dispensam uma preocupação muito forte com os problemas de justiça social, com a educação, com a igualdade de oportunidades, com a infância e a juventude, porque não há futuro sem pessoas. E não dispensa, naturalmente, uma forte aposta na segurança e protecção da população.

7.Fernando Seara sabe o que tem de fazer em Odivelas. Fernando Seara tem vontade de fazer o que tem de ser feito em Odivelas.

Odivelas precisa de Fernando Seara. Odivelas, a sua população, quer Fernando Seara. Estão, pois, criadas as condições para um casamento perfeito…

joaolemosesteves@gmail.com