Desporto

Jogadores do Dortmund estiveram a “um segundo de morrer” diz investigador da polícia

Marc Barta ficou ferido no pulso


Depois do autocarro do Borussia Dortmund ter sido atacado na passada terça-feira, um dos investigadores da polícia federal já veio afirmar que o desfecho poderia ter sido muito pior.

“Se os explosivos tivessem sido detonados um segundo antes, todo o autocarro teria sido atingido pelas explosões, o que teria feito vário feridos graves e possivelmente mortos”, revelou ao jornal Bild.

Recorde-se que toda a equipa se dirigia para o estádio Signal Iduna Park onde se ia disputar o encontro da 1.ª mão dos quartos de final da Liga dos Campeões frente ao Mónaco.

Marc Barta ficou ferido no pulso.