Sociedade

Fabricante da avioneta chamada a Tires

Investigação vai focar-se na análise dos motores, recuperados dos destroços

Os dois investigadores responsáveis pela investigação da queda da avioneta em Tires, que matou cinco pessoas na segunda-feira, querem contar com a colaboração dos fabricantes da avioneta e dos motores.

De acordo com o Correio da Manhã, as convocatórias dirigidas à Piper, a fabricante da avioneta, e à Pratt & Whitney, que fizeram as turbinas, serão enviadas nos próximos dias. O gabinete suíço de investigação a acidentes com aeronaves também deverá vir a Portugal.

Os técnicos vão centrar-se na análise dos motores, recuperados dos destroços, que se encontram atualmente em Viseu, num armazém da Unidade Aviação Civil do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários.

Quatro das vítimas mortais seguiam a bordo da avioneta, que terá explodido no ar antes de embater numa casa e num camião, cujo motorista também perdeu a vida, sendo o único de nacionalidade portuguesa.