Sociedade

Jogo Baleia Azul inspirado em filme americano

Filme “Nerve”, sobre adolescentes que tem que cumprir desafios, está a ser apontado como fonte de inspiração para a criação do jogo Baleia Azul

Uma adolescente, cedendo à pressão dos amigos, acaba por entrar num jogo online, no qual se presta a desafios em troca de dinheiro. Apesar de no caso da Baleia Azul não existir trocas monetárias, o filme “Nerve - Um Jogo sem Regras” está a ser apontado como a principal fonte de inspiração para o jogo que já causou vítimas em Portugal.
Uma das tarefas a que os jovens do filme se propõem passa por irem para junto de uma linha férrea e deitarem-se nos carris enquanto passa um comboio. Recorde-se que uma das vítimas em Portugal foi encontrada, com ferimentos graves, junto à linha de comboio do Algarve. Na altura do resgate, os bombeiros encontraram a palavra “sim” escrita com uma navalha na perna da jovem. Este tipo de mutilação no corpo é uma das etapas do jogo “Baleia Azul”, que consiste na atribuição de 50 tarefas, a última das quais é o suicídio.
Os desafios diários são enviados à vítima através de mensagens de Whatsapp por um “curador” e existem desde tarefas simples, como desenhar uma baleia azul numa folha de papel, até outras muito mais complexas, como ver filmes de terror durante a madrugada, cortar os lábios ou furar a palma da mão.
Neste momento, a polícia Judiciária está a investigar pelo menos dez casos em Portugal relacionados com o jogo ‘Baleia Azul’. 

Criador identificado Ainda nada está provado, mas já há um nome ao qual se identifica a criação do jogo Baleia Azul. Filipp Budeykin, um jovem russo de 21 anos, foi detido em novembro do ano passado, acusado de ser um dos mentores do jogo que já levou à morte de 15 pessoas.
Segundo o jornal russo Pravda, Fillip está internado num hospital psiquiátrico a aguardar julgamento, depois de lhe ter sido diagnosticado bipolaridade. A investigação dos jornalistas permitiu ainda saber que, ao contrário do que era estimado, o jogo não começou em 2015. A polícia descobriu que o jovem já aliciava pessoas para este tipo de jogo desde 2013, ainda que na altura o fizesse através da rede social Vkontakte, uma espécie de Facebook russo.
Ainda de acordo com a reportagem, todo este percurso de tendência suicida de Fillip tem, em parte, origem numa infância preenchida com episódios de abuso e violência.