Desporto

Ex jogador do Canelas diz não ter como pagar multa a que foi sujeito

"Não matei ninguém para pagar cinco mil euros", diz jogador do Canelas

DR  

Para além de ter sido suspenso durante quatro anos, Marco Gonçalves, o ex jogador do Canelas que agrediu um árbitro, terá de pagar uma multa de cerca de cinco mil euros. Um valor que, segundo o jogador não tem como pagar.

“Nunca pensei ver alguém a pagar cinco mil euros por causa de uma agressão. Estava à espera de ser punido e estou aqui para cumprir, mas cinco mil euros é um valor é impensável”, disse Marco Gonçalves, numa entrevista ao Jornal de notícias.

“Eu não matei, ninguém. Pelo menos eu acho que não matei ninguém. Eu não trabalho, não tenho rendimentos. Nunca na vida conseguirei para cinco mil euros”, continuou.

“Eu estava à espera da pena máxima porque visto azul e branco. Talvez se vestisse vermelho era diferente. Eu sei que errei. Mas errei a jogar à bola enquanto jogador. Só deveria ter esse castigo como jogador. Infelizmente para quem não sabe, o meu filho joga futebol e agora estou impedido de ver o meu próprio filho a jogar à bola”, realçou o atleta deixando ainda um pedido de desculpas pelo sucedido.                                            

“Peço desculpas a ele [árbitro José Rodrigues] e à família. Infelizmente fiz o que fiz, mas espero que ele recupere bem”, rematou.

Recorde-se que o jogador terá agredido agredir o árbitro José Rodrigues, após ordem de expulsão durante o jogo Rio Tinto-Canelas, aos dois minutos do encontro, a 2 de abril.

O árbitro partiu o nariz em três sítios e teve de ser operado.