Economia

Lucros da Santa Casa sobem para 21,1 milhões em 2016

Este valor representa uma melhoria face ao ano anterior, em mais 15,3 milhões e superiores em 30 milhões face ao orçamento.

Os resultados líquidos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa subiram para 21,1 milhões de euros no ano passado.

Este valor representa uma melhoria face ao ano anterior, em mais 15,3 milhões e superiores em 30 milhões face ao orçamento.

De acordo com a Santa Casa, esta melhoria deve-se ao controlo eficaz da despesa corrente, assistindo-se a redução nomeadamente em compras, fornecimentos e serviços externos, verificando-se uma redução de 56,4 milhões face ao ano anterior, revela em conferência de imprensa.

A raspadinha continua a ser o jogo preferido dos portugueses ao representar já 50% das vendas. Também o jogo placard representa 14% das vendas totais dos jogos.

Só em imposto do selo o Estado recebeu cerca de 183 milhões de euros no ano passado.

Os beneficiários dos jogos receberam em 2016 o valor mais alto de sempre depois de ter sido distribuído 672 milhões de euros por várias entidades.  "Em relação a 2015 verifica-se um aumento de 14,4% do valor distribuído, resultante do crescimento das vendas brutas dos jogos sociais que atingiram 2,7 mil milhões", acrescentando ainda que representa um aumento de cerca de 24% face à facturação de 2015.

Isso, segundo a mesma, " demonstra a capacidade que o departamento se jogos tem tido na diversificação e evolução dos seus produtos e a confiança que os portugueses depositam nas boas causas dos jogos sociais"