Desporto

Pelas vias internas se recupera das tristezas continentais

O Mónaco tem neste sábado a possibilidade de ficar a um pequeno passo do título francês, afastando as lembranças nefastas da derrota caseira com a Juventus nas meias-finais da Champions. Em Inglaterra, Arsenal e Man. United têm duelo decisivo na luta pelos milhões europeus

Muitos conhecedores do fenómeno futebolístico – mas conhecedores a sério, daqueles que andam no meio há muitos anos e fazem dele um modo de vida – asseguram que o melhor remédio para a tristeza provocada por uma derrota difícil de digerir é ter um jogo logo, logo a seguir. E ganhá-lo, de preferência. Será certamente esse também o pensamento de Leonardo Jardim, que na passada quarta-feira desceu à terra, vendo a altiva Vecchia Signora ganhar sem apelo nem agravo em pleno Stade Louis ii e quase deitar por terra o sonho monegasco da final da Liga dos Campeões.

Ainda falta a segunda mão, é verdade – mas se foi assim no principado, é crível pensar que em Turim não vai ser muito diferente, até porque a Juventus deverá carimbar neste fim de semana mais um título de campeão em Itália. Pelo meio da eliminatória europeia, porém, há uma jornada da Ligue 1, onde o Mónaco mantém legítimas e risonhas aspirações. Os comandados do técnico português deslocam-se ao terreno do Nancy, penúltimo classificado do campeonato francês, e um triunfo poderá escancarar de par em par as portas do título: ficariam depois a faltar apenas mais duas vitórias nos três jogos ainda por disputar – e isto se o PSG não escorregar entretanto. Têm a palavra os meninos de Jardim.

Outro wenger-mourinho

Emoções fortes também em Inglaterra, não tanto pela corrida ao título – o Tottenham até pode ganhar fora no dérbi londrino com o West Ham, mas ninguém acredita que o poderoso líder Chelsea escorregue na receção ao quase despromovido Middlesbrough –, mas sim pela disputadíssima luta pelos últimos dois lugares de acesso à Liga dos Campeões.

É que há neste domingo um Arsenal- -Manchester United que, já de si, seria sempre escaldante pela rivalidade entre Arsène Wenger e José Mourinho, mas ganha contornos absolutamente decisivos dada a classificação. Com um jogo a menos, os gunners ocupam o sexto lugar da Premier League, a cinco pontos dos red devils.

Horas antes, o Liverpool, atual terceiro classificado, recebe o Southampton, enquanto o Manchester City, por agora quarto, será anfitrião do Crystal Palace num encontro que tem lugar logo no sábado. Emoção não vai faltar – essa parte é garantida.

A final está tão perto...

Ainda em relação ao Manchester United, importa referir que os comandados de Mourinho acabaram a quinta-feira a vencer o Celta em Vigo, por 1-0, dando um passo muito importante rumo à final da Liga Europa. Num encontro repartido, acabou por ser um golaço de Rashford, de livre direto, a fazer a diferença.