BdP

230 mil euros em coimas

O Banco de Portugal (BdP) ano instaurou 54 processos de contraordenação e decidiu 84 nos primeiros três meses de 2017. As coimas aplicadas chegaram aos 230 mil euros.

“Dos 84 processos decididos, 55 versam sobre infrações de natureza comportamental, 17 respeitam a infrações de natureza prudencial e 11 versam sobre infrações a deveres respeitantes à prevenção do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo”, revela o BdP em comunicado.

A entidade revela ainda que “um processo versa sobre infrações às regras em matéria de recirculação de numerário”.

No contexto das referidas decisões, acrescenta o BdP, foram proferidas pelo Banco de Portugal 18 admoestações e aplicadas coimas que totalizaram os 230 mil euros.

O balanço da atividade sancionatória do primeiro trimestre foi divulgado esta segunda-feira.