Desporto

Bernardo Silva: "Ainda quero entrar na história do Benfica"

Internacional português continua a acalentar a esperança de voltar a jogar de águia ao peito e garante que nunca aceitaria um convite do Sporting

Bernardo Silva ainda não ultrapassou a forma como saiu do Benfica. Hoje a brilhar no Mónaco, o internacional português continua a sonhar com o regresso ao clube do coração, onde se formou e onde nunca teve uma verdadeira oportunidade - fez apenas 31 minutos em três jogos em 2013/14, suficientes para conquistar campeonato, Taça de Portugal e Taça da Liga.

"Fiz uns 3 jogos, tendo cumprido 5 ou 10 minutos em cada um deles. Sinto que não contribui para conquistar títulos, sendo que isso faz a história de um clube. Um dia quero contribuir e ajudar o Benfica a ganhar títulos, por forma a entrar na história do clube", afirmou no programa "Amigos do Simão", que vai ser transmitido pela Sport TV na noite desta terça-feira. Em toda a conversa, Bernardo realçou o desejo de voltar, embora admitindo que tal não deverá acontecer em breve. "Sei que nesta altura é impossível regressar, pois os valores que o Mónaco pede são demasiado altos. Não dá. Até por tudo o resto que está à volta! A acontecer tem que ser um dia mais tarde. Claro que sonho voltar um dia, tal como o Rui Costa. Sempre fui bastante acarinhado enquanto estive no Benfica e sinto que nunca retribuí isso dentro de campo."

O processo que levou à sua saída é sobejamente conhecido - não fazia parte das opções de Jorge Jesus, então ainda no comando técnico das águias. "Tive de sair, foi uma escolha que precisei de fazer. Não foi fácil, mas tive de tomar a decisão para o meu bem. Sei que um dia irei voltar e de certeza que farei tudo aquilo que há uns anos não pude fazer", reforçou, lembrando as condições que encontrou, ainda criança, no Benfica: "Quando cheguei ao Benfica com 7 anos as condições não eram de todo boas. Treinava no ‘pelado’ dos Pupilos do Exército. Saíamos do treino e o duche era de água fria. Os balneários não eram nada de especial. Hoje olhamos para o centro de estágio, notamos a diferença e percebemos a razão por que o Benfica se tornou numa das melhores escolas de formação do Mundo. Tudo devido ao trabalho do presidente Luís Filipe Vieira e de toda a direção do clube. Tenho a certeza de que não ficará por aqui a produção de craques! Às vezes vejo jogos dos miúdos e reparo que eles são fantásticos."

Pelo meio, deixou uma certeza inabalável: "Nunca jogaria no Sporting."