Economia

Primeira queda do peso dos impostos desde 2012

Apesar do aumento das receitas do Estado, o peso dos impostos caiu

O peso dos impostos sobre os contribuintes portugueses caiu 34.4% do PIB no ano passado. Os dados foram revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), esta quinta-feira de manhã, onde são dados detalhes dos motivos da primeira queda dos impostos desde 2012.

Esta queda deveu-se ao crescimento do PIB em 3%, em relação ao crescimento das receitas com impostos e contribuições sociais, de acordo com o INE.

Por outro lado, os impostos diretos tiveram um decréscimo de 1.9%, tal como o imposto sobre o rendimento de pessoas coletivas (IRS), que desceu em 3.8%.

O INE destacou ainda o aumento nas receitas do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos, imposto sobre veículos, sobre o tabaco e o municipal sobre as transmissões onerosas de imóveis.

Portugal, em 2016, teve uma carga fiscal de 34.2%, inferior à média da União Europeia, que foi de 39.2%.