Sociedade

Criança do milagre da canonização está “bem” e sem sequelas graves

Lucas é o nome do menino que em 2013 foi salvo pelo milagre dos pastorinhos Jacinta e Francisco.

Criança do milagre da canonização está “bem” e sem sequelas graves

No passado dia 23 de março o Papa Franciso aprovou o milagre que permitiu a canonização dos pastorinhos de Fátima, Francisco e Jacinta Marto. 

O milagre aprovado que levou à canonização dos pastorinhos foi uma “cura inexplicável” que aconteceu no Brasil em 2013 e está relacionado com a queda de um menino de 6 anos, Lucas, enquanto brincava com a sua irmã Eduarda. 

O menino ficou em coma quando caiu de uma altura de cerca de 7 metros, “sofrendo um grave traumatismo crânio-encefálico, com a perda de material cerebral”. 

A criança em questão foi levada para o hospital sendo operada de urgência, de acordo com os médicos, caso sobrevivesse “viveria em estado vegetativo ou, na melhor das hipóteses, com graves deficiências cognitivas”. 

No entanto, após alguns dias, a criança recebeu alta, não sendo constatado qualquer dano neurológico cognitivo. 

No momento do incidente, o pai da criança invocou Nossa Senhora de Fátima e os dois pequenos beatos e na mesma noite, os familiares e uma comunidade de irmãs em clausura rezaram com insistência, pedindo a intercessão dos pastorinhos de Fátima. 

“Os médicos, incluindo alguns não crentes, disseram não ter explicação para esta recuperação” afirma João Batista, pai de Lucas que decidiu falar em público pela primeira vez à chegada do Santuário de Fátima, onde ele e a familía irão assistir à canonização e à peregrinação de 12 e 13 de maio junto do Papa Francisco. 

O pai do menino afirma ainda que “sua inteligência, seu caráter, é tudo igual”. 

Acompanhado da mulher, Lucila Yurie, e da postuladora da Causa da Canonização de Francisco e Jacinta, irmã Ângela Coelho.

“Sabemos com toda a fé do nosso coração, que foi obtido esse milagre pelos pastorinhos Francisco e Jacinta. Sentimos uma imensa alegria por ser este o milagre que levou à canonização, mas, sobretudo, sentimos a bênção da amizade destas duas crianças que ajudaram o noss menino e agora ajudam a nossa família” acrescentou ainda João Batista.

Os comentários estão desactivados.