Vida

Manuel Luís Goucha justifica-se após declarações sobre Aparições de Fátima

O apresentador sentiu necessidade de se justificar

No primeiro dia da cobertura da visita do Papa Francisco a Fátima, Manuel Luís Goucha afirmou que não acreditava nas Aparições e, esta segunda-feira, o mesmo deu justificações, em direto, depois da onda de comentários no seu blogue.

O apresentador sentiu necessidade de se justificar, uma vez que a vaga de comentários negativos no seu blogue foi grande.

"Eu sou agnóstico. Agnóstico é aquele que não encontra na razão humana capacidade para discutir o que não dizível. Eu não discuto Deus, eu não discuto a fé. Enquanto o ateu recusa liminarmente todas estas coisas que nos podem remeter para o mistério, eu estou à procura do mistério e é isto que enriquece a minha vida", afirmou o apresentador, que acabou por admitir que se sentia incomodado com a situação.

Goucha aproveitou ainda para ‘apontar’ o dedo aos que dizem ser cristãos mas que na verdade não são, “eu não sou hipócrita. O Papa Francisco disse há dias que mais vale um ateu, que não sou, que um crente hipócrita. Eu respeito o outro e é assim que eu estou e estarei sempre, aqui e na minha vida. Quando fui para Fátima, fi-lo de coração aberto para os outros. Eu orgulho-me do meu trabalho na passada sexta-feira,".

Recorde-se que o apresentador da TVI já tinha afirmado, através do seu blogue, que a cobertura da visita do Papa Francisco a Fátima tinha sido um trabalho muito desafiante e que respeitava todos aqueles que acreditam no milagre de Fátima – as Aparições.