Desporto

Espanha. Coentrão e Falcao acusados de fraude fiscal

Dupla é acusada de ter desfalcao o Fisco espanhol em cerca de sete milhões de euros, relativos a direitos de imagem

Fábio Coentrão e Radamel Falcao estão a ser acusados pela Fiscalía Provincial de Madrid de fraude fiscal em Espanha. A notícia, avançada pelo jornal "El Confidencial", revela que o jogador do Real Madrid e o antigo atleta do Atlético de Madrid terão desfalcado a Hacienda (Fisco espanhol) em cerca de sete milhões de euros, relativos a verbas de direitos de imagem.

Falcao, diga-se, possui a maior parte de "culpa" no processo. O valor estimado da fraude cometida pelo colombiano nos dois anos em que representou os Colchoneros ascende aos 5,66 milhões de euros - terá utilizado as sociedades Business Tiger (Colômbia) e Fardey Overseas (Ilhas Virgens Britânicas) para esse efeito.

Já Coentrão é acusado de fugir ao pagamento de 1,29 milhões de euros entre 2012 e 2014, com recurso às sociedades Rodinn Company (Panamá) e Multisports & Image Management Limited (República da Irlanda)