Sociedade

Desde 2013, mais de 1300 mulheres doaram óvulos e 123 homens espermatozoides

Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA)

 

Desde 2013, mais de 1.300 mulheres doaram óvulos e 123 homens espermatozóides. Estes são dados divulgados pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA), entidade que regula esta área.

Ainda segundo números do CNPMA, desde 2013 estão registadas 1.316 dadoras, das quais resultaram 1.856 dádivas. No mesmo período, o CNPMA registou 123 dadores de espermatozoides que proporcionaram 494 dádivas.

A maior parte das dadoras tem idades entre os 25 e os 30 anos, enquanto no caso dos homens essa faixa situa-se entre os 18 e os 24 anos.

Com os dados da entidade, fica-se a saber que em Portugal existem 27 centros que praticam técnicas de PMA, os quais, entre 2009 e 2016 foram responsáveis por 6.937 ciclos de Fertilização In Vitro (FIV) e Microinjeção Intracitoplasmática (ICSI), dos quais 3.712 no setor privado e 3.225 no público.

 

Em jeito de resultado, o CNPMA revela que, em 2015, nasceram 2 481 crianças com recurso a técnicas de procriação medicamente assistida (PMA).

Desde 2013, mais de 1.300 mulheres doaram óvulos e 123 homens espermatozóides. Estes são dados divulgados pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA), entidade que regula esta área.

Ainda segundo números do CNPMA, desde 2013 estão registadas 1.316 dadoras, das quais resultaram 1.856 dádivas. No mesmo período, o CNPMA registou 123 dadores de espermatozoides que proporcionaram 494 dádivas.

A maior parte das dadoras tem idades entre os 25 e os 30 anos, enquanto no caso dos homens essa faixa situa-se entre os 18 e os 24 anos.

Com os dados da entidade, fica-se a saber que em Portugal existem 27 centros que praticam técnicas de PMA, os quais, entre 2009 e 2016 foram responsáveis por 6.937 ciclos de Fertilização In Vitro (FIV) e Microinjeção Intracitoplasmática (ICSI), dos quais 3.712 no setor privado e 3.225 no público.

Em jeito de resultado, o CNPMA revela que, em 2015, nasceram 2 481 crianças com recurso a técnicas de procriação medicamente assistida (PMA).