Desporto

Premier League. Hull de Marco Silva esmagado, meninos de Mourinho vencem

Tigers despedem-se do principal escalão trucidados pelo Tottenham: 1-7 em casa. City vai à Champions, Liverpool ao play-off, Arsenal fica-se pela Liga Europa

Premier League. Hull de Marco Silva esmagado, meninos de Mourinho vencem

Reta final penosa para o Hull City de Marco Silva nesta Premier League. Depois de alguns meses muito risonhos sob o comando do treinador português, as três derrotas nas últimas três jornadas acabaram por ditar a descida de divisão - as últimas duas, de resto, muito pesadas: ao desaire sofrido no terreno do Crystal Palace na penúltima ronda (4-0), que consumou a despromoção, juntou-se a goleada caseira consentida neste domingo - 1-7 perante o Tottenham, que já tinha garantido o segundo lugar.

Harry Kane, com três golos, foi o homem do jogo - e melhor marcador do campeonato, com 29 tentos. Mas ainda houve tempo também para Dele Alli, Wanyama, Davies e Alderweireld.fazerem o gosto ao pé, de nada valendo ao Hull o golo solitário de Clucas. No fim, Marco Silva voltou a não abrir o jogo em relação ao futuro. "É uma decisão difícil. Vamos reunir quarta-feira. Tenho de ver o que é melhor para mim. Agora é um momento para analisar. Agradeço o apoio que me deram e o respeito que tiveram comigo", salientou o técnico português, lamentando o desaire final: "Estivemos em campo, mas não jogámos. Não queríamos acabar assim a época. Claramente não atingimos os objetivos. O nosso objetivo foi falhado na semana passada e o jogo com o Sunderland foi decisivo."

Em Old Trafford, a época terminou de feição para o Manchester United: mesmo com o onze mais jovem de sempre, o conjunto de José Mourinho venceu o Crystal Palace por 2-0, num resultado que já não mudou nada em termos classificativos - terminou em sexto. O técnico já havia prometido que iria rodar a equipa, tendo em vista a final da Liga Europa que se disputa nesta quarta-feira, e assim o fez, lançando jovens como o guardião português Joel Pereira, Mitchell, McTominay, Tuanzebe ou Harrop. E foi mesmo este a abrir a contagem aos 15', assistido por Pogba, que viria a aumentar para 2-0 quatro minutos depois. A dois minutos dos 90, Mourinho estreou Angel Gomes, filho do antigo internacional jovem português Gil Gomes (campeão do mundo de sub-20 em 1991), que ainda há dias foi eleito o melhor jogador das camadas jovens dos Red Devils esta temporada. Um pormenor: tem apenas 16 anos.

Em Stamford Bridge, o Chelsea bateu o já despromovido Sunderland por 5-1, mas a nota de maior destaque vai para o adeus de John Terry: o capitão saiu ao minuto 26, que é igualmente o número da sua camisola, e teve direito a guarda de honra por parte dos colegas de equipa, sendo saudado de pé pelos adeptos dos Blues. O Chelsea ainda irá disputar a final da Taça de Inglaterra, com o Arsenal, mas este terá sido mesmo o último jogo de Terry pelo clube que representa a nível sénior desde 1998.

 

 

#CaptainLeaderLegend pic.twitter.com/5sQWYwqhG2

— Chelsea FC (@ChelseaFC) 21 de maio de 2017

 

Nos outros jogos da tarde, faltava decidir quem era o terceiro classificado, que garantia o acesso direto à Liga dos Campeões. Acabou por ser o Manchester City, de Pep Guardiola, a conseguir tal objetivo, destroçando o Watford no seu próprio terreno: 0-5. Kompany, Aguero (bis), Fernandinho e Gabriel Jesus fizeram os golos que valem o bilhete milionário aos Citizens. Já o Liverpool de Jurgen Klopp recebeu e venceu o já despromovido Middlesbrough (3-0): neste caso, porém, os golos de Wijnaldum, Coutinho e Lallana chegam apenas para reservar um lugar no play-off de acesso à Liga dos Campeões.

Fora do mais alto patamar do futebol europeu fica o Arsenal, pela primeira vez em 19 anos. Os Gunners até fizeram a sua parte, vencendo o Everton por 3-1 - e com dez jogadores logo após os 14', por expulsão de Koscielny -, mas não conseguiram melhor do que o quinto lugar. Com José Fonte no onze, o West Ham venceu o Burnley (1-2) e terminou em 11º, enquanto o Southampton, que contou igualmente com Cédric a titular, foi batido em casa pelo Stoke (0-1), ficando em oitavo. Referência também para o Leicester: o campeão da época passada não foi além do empate com o Bournemouth (1-1) e acaba a época 2016/17 em 12º lugar.

Os comentários estão desactivados.