Politica

Crise dos refugiados: Marcelo deixa recado a políticos europeus

Presidente de República esteve nas Conferências do Estoril

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve esta segunda-feira presente na cerimónia de abertura das Conferências do Estoril, onde deixou um recado aos políticos e ao seu papel na integração dos refugiados.

“Tempo demais a Europa ignorou África, uma parte da Ásia, uma parte das Américas. É preciso afirmar os princípios europeus e o mesmo se afirma na comunidade dos países que falam o português”, afirmou o Presidente da República.

Marcelo afirmou que esta se trata de uma luta “cultural” e que não se deve colocar em causa princípios da vida comum nem abolir a liberdade de quem vem de fora. “Quando olhamos à volta e vemos responsáveis políticos defenderem o híper nacionalismo, a xenofobia, a intolerância, a reação básica e populista perante os desafios deste tempo, temos de responder culturalmente, de acordo com os princípios. É importante lutar contra as ameaças vindas de fora, mas é muito mais importante não ceder à tentação de ser securitário, de se abolir a liberdade, de sacrificar a democracia, de pôr em causa princípios básicos da nossa vida comum”, explicou.

As Conferências do Estoril prosseguem amanhã, como personalidades como o ex-espião da CIA, Edward Snowden, os ‘super juízes’ Carlos Alexandre, Baltasar Garzón, Sérgio Moro e Antonio Di Pietro, e o político britânico Nigel Farage.