Desporto

Taça de Portugal. Hugo Miguel explica decisões com o vídeo-árbitro (com vídeo)

Juiz que apitou a final da Taça garante ter-se sentido "mais tranquilo" pelo facto de ter a ajuda da tecnologia


Hugo Miguel, árbitro da final da Taça de Portugal entre Benfica e Vitória de Guimarães, abordou em declarações ao site da Federação Portuguesa de Futebol a questão do vídeo-árbitro, naquele que foi o primeiro encontro em Portugal com apoio efetivo desta tecnologia. Segundo o juiz, esta situação só traz vantagens.

"Senti-me sempre com uma almofada de conforto. A partir de agora será diferente. Deu-me sempre uma sensação de tranquilidade, porque estava ciente que as minhas decisões são sempre verificadas, as certas são validadas e as erradas são corrigidas", salientou o árbitro, analisando depois os lances mais polémicos da partida, como as duas bolas que batem no braço de Josué (com o Benfica a pedir grande penalidade) ou a entrada de Marega sobre Fejsa, que acabou por levar à saída precoce do médio sérvio.

Pode ouvir as explicações de Hugo Miguel aqui, num exemplo que se saúda.