IRS

Reembolsos acima dos 2 mil milhões de euros

O Ministério das Finanças (MF)  revelou até 31 de maio foram entregues mais 4% de declarações de IRS que no ano passado, e que os reembolsos superaram os dois mil milhões de euros. 

Até 31 de maio, último dia para a entrega das declarações do Imposto sobre o Rendimento de pessoas Singulares (IRS) relativas a 2016 "foram entregues 5.184.103 declarações de IRS", mais 4% do que ano passado.

Segundo o MF, destas “cerca de 80% estão já tratadas pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT)".

O gabinete de Mário Centeno revela também que foram eitidas 2,2 milhões de ordens de reembolso num total de 2,1 mil milhões de euros. O valor médio dos reembolsos foi de 995 euros.

A nota enviada às redacções acrescenta que "além das declarações que deram origem a reembolso, há a registar 1,4 milhões de declarações sem reembolso ou pagamento e 585 mil notas de cobrança".

O ministério adianta ainda que perto de 800 mil contribuintes aceitaram, sem alterações, a declaração pré-preenchida que lhes foi apresentada pelas Finanças, no âmbito do IRS automático.

Relativamente aos prazos médios de reembolso, este ano, foi de "cerca de 23 dias”, quando em 2016 tinham sido 36 dias e em 2015 30 dias.

Segundo o MF, a redução do tempo médio de reembolso "deve-se sobretudo ao novo IRS Automático, que permitiu um aceleramento do processamento das declarações, mas também a uma maior celeridade no tratamento das declarações entregues pelo modo normal".