Sociedade

Fraude. Aplicação permite carregar o Andante sem pagar

A gestora dos bilhetes Andante já apresentou queixas-crime 

DR  

Foi bloqueada uma aplicação para smartphones que era usada para fazer carregamentos ilegais dos títulos Andante do Porto, que permitia os passageiros viajar sem qualquer custo em toda a rede.

O caso foi divulgado ontem pelo site de tecnologia "abertoatedemadrugada.com", o qual indica que houve milhares de pessoas a viajar nos transportes públicos do Porto sem pagar.

A gestora dos bilhetes Andante já apresentou queixas-crime e de acordo com uma fonte do consórcio Transportes Intermodais do Porto (TIP), a empresa já implementou medidas para “reforçar a segurança global do sistema”.

A mesma fonte garante ainda que o problema teve “uma expressão muito pontual” e que a TIP já conseguiu introduzir “um mecanismo que bloqueia a utilização dos cartões fraudulentamente carregados".