Sociedade

Falsos técnicos da Segurança Social em Pedrogão Grande e em Góis

Tutela alerta as populações e diz que profissionais estão devidamente identificados. Idosos são o principal alvo dos burlões

Há indivíduos que estão a visitar casas de idosos nas zonas de Pedrógão Grande e de Góis, as mais afetadas pelos incêndios, fazendo-se passar por falsos técnicos da Segurança Social.

O alerta foi lançado, ontem, pelo Instituto da Segurança Social (ISS), que recebeu uma denúncia. Questionado pelo i, o Ministério do Trabalho e da Segurança Social ainda não tinha informação disponível sobre em que localidades foram detetados estes falsos trabalhadores e que informação terá sido recolhida junto dos idosos.

Fonte da PJ disse ao i que, até ao momento, não lhe chegou qualquer indício.

Para evitar qualquer situação de fraude, o Instituto de Segurança Social lançou ontem um comunicado para alertar as populações “que os técnicos da Segurança Social no terreno estão devidamente identificados”. Desde segunda-feira que há equipas multitask – onde estão incluídos profissionais do INEM, da Segurança Social, da Proteção Civil e da GNR – que estão a sinalizar os idosos que se encontram isolados nas aldeias ou em situações de maior fragilidade de saúde, para aferir as necessidades das populações. E “todos estes profissionais estão devidamente identificados”, sublinha ao i o Ministério do Trabalho e da Segurança Social.

O ISS lamenta a situação de falsos funcionários, sobretudo “num momento de infortúnio que se vive, causado pelos incêndios de Pedrógão Grande e Góis”.

O último balanço oficial dá conta de 64 mortos e de 160 feridos.