Sociedade

Seis funcionários da Segurança Social detidos

Os funcionários estão a ser acusados de corrupção

Seis cidadãos estrangeiros, oriundos de países do sudoeste asiático e seis funcionários do Núcleo de Gestão do Cliente do Instituto da Segurança Social foram detidos pela eventual prática de crimes de corrupção passiva e ativa para ato ilícito, falsidade informática, falsificação de documentos e abuso de poder.

As buscas foram levadas a cabo pela Polícia Judiciária (PJ), a várias empresas e instalações da Segurança Social, no Centro Distrital da Segurança Social de Lisboa, onde foram apreendidos documentos e material relacionado com a atividade criminosa em investigação e ainda mais de 50 mil euros em dinheiro.

Como explica em comunicado, o modo de atuar dos detidos consistia em manipular o Sistema Informático da Segurança Social, com a criação e alteração de registos na base de dados, atribuindo números de identificação da segurança social falsos a cidadãos estrangeiros mediante o recebimento de dinheiro.

Um fonte policial afirmou à agência Lusa, que a manipulação do sistema informático permitiu a entrada ilegal, em Portugal, de cidadãos do Paquistão, Bangladesh, Nepal e Índia.

Os detidos serão presentes a tribunal.