Politica

Ministro da Defesa diz que roubo em Tancos “não é a maior quebra de segurança do século”

Contudo, Azeredo Lopes diz que o caso é “de extrema gravidade”.

O ministro da Defesa já reagiu ao roubo de armamento na base militar de Tancos. À SIC, Azeredo Lopes diz que o caso é “de extrema gravidade”, mas que “não é a maior quebra de segurança do século”.

“Há quebras e falhas de segurança muito superiores”, disse.

O ministro anunciou que solicitou um relatório acerca do roubo de armas e munições da base militar de Tancos.