Sociedade

Tancos. Chefe do Estado-Maior do Exército diz que houve fuga de informação interna

“Para haver algo deste género tem de haver informação interna”

Em declarações à SIC, o general Rovisco Duarte, chefe do Estado-Maior do Exército, admitiu que houve fugas de informação internas no caso do roubo de armamento em Tancos.

Para o Chefe do Estado-Maior do Exército, quem roubou o material “tinha conhecimento do conteúdo dos paióis”.

Rovisco Duarte avançou ainda que, além da investigação da Polícia Judiciária Militar e da Polícia Judiciária, vai decorrer um inquérito no Exército.