Energia

Catar aumenta produção de gás em 30%

O Catar anunciou que quer aumentar a sua produção de gás natural em 30% nos próximos anos, numa altura que está sob pressão dos seus vizinhos numa crise diplomática.

O CEO da Qatar Petroleum disse numa conferência de imprensa que Catar tem a intenção de aumentar a sua produção para 100 milhões de toneladas anuais até ao ano 2024.

“O novo projeto vai reforçar a posição de liderança do Qatar” disse Saad Sherida Al-Kaabi, acrescentando que o país vai “continuar líder do GNL durante muito tempo”.

O Catar é o maior produtor mundial de Gás Natural Liquefeito (GNL) e a sua produção é atual é de 77 milhões de toneladas anuais. Segundo Kaabi, o aumento da produção é o equivalente a seis milhões de barris de petróleo por dia.

O anúncio chega numa altura em que o Golfo atravessa uma crise diplomática depois de um embargo da Arábia saudita e dos seus aliados sunitas ao Catar no mês passado. O timing é ao mesmo tempo económico e político.

De acordo com Kaabi, o Catar quer que o aumento da produção seja feito em parceria com as grandes empresas internacionais e acrescentou que o país avançará com o projeto mesmo que a Arábia saudita cumpra a ameaça de sancionar qualquer empresa estrangeira que trabalhe com o Catar.

“Mesmo que não haja houver empresas disponíveis para trabalhar connosco, faremos as 100 milhões de toneladas”, garantiu o CEO da Qatar Petroleum, citado pela agência AFP.