LifeStyle

Pessoas com pensamentos positivos podem ter mais 7 anos de vida

Investigador revela que as pessoas que têm um pensamento positivo em relação a praticamente tudo na vida podem viver mais sete anos e meio do que aquelas que não têm.


De acordo com o investigador José Pinto da Costa, as pessoas que revelam ter um pensamento positivo podem viver mais sete anos e meio do que as que não têm, explicou o médico legista numa sessão sobre psicologia do medo no Porto.

O professor catedrático explicou que em causa está "a harmonia biológica da funcionalidade cerebral" e que "os aspetos que são positivos libertam determinadas substâncias químicas que aumentam a capacidade de sobrevivência das células. Quando estamos com prazer temos um aumento de libertação da dopamina. Portanto queremos repetir o mesmo comportamento para termos dopamina que vai dar prazer. Numa harmonia, isso leva a que a probabilidade de lesão das várias estruturas da célula diminui”, disse.

O médico acrescentou ainda que o pensamento positivo “leva a uma sobrevivência maior”, que pode ir até aos sete anos e meio.

"Não se integra as pessoas na sua circunstância. As pessoas às vezes têm medos exagerados por uma questão de aprendizagem. Os primeiros dois anos [de vida] são cruciais para o desenvolvimento da estruturação da personalidade e, se calhar, foram os pais e a sociedade que lhe incutiu a estruturação de futuros medos", concluiu Pinto da Costa.

 

Os comentários estão desactivados.