Internacional

Dilma Roussef: condenação de Lula da Silva é “um escárnio e um absurdo jurídico que envergonham o Brasil”

Lula da Silva foi considerado culpado de ter recebido vantagens ilícitas da construtora OAS 

A antiga Presidente do Brasil, Dilma Roussef, afirmou que a condenação de Lula da Silva, o seu antecessor e padrinho político, foi um “escárnio e um absurdo jurídico que envergonham o Brasil”.

"Sem provas, cumprem o roteiro pautado por setores da grande imprensa. Há anos, Lula, o Presidente da República mais popular na história do país e um dos mais importantes estadistas do mundo no século XXI, vem sofrendo uma perseguição sem quartel", destacou Dilma.