Sociedade

Arma usada por Pedro Dias encontrada por acaso perto de casa da amiga

Popular descobriu pistola a poucos metros da casa de Fátima Reimão


A Polícia Judiciária da Guarda já tem em sua posse a arma com que Pedro Dias terá matado Carlos Caetano, militar da GNR, e ferido o seu colega António Ferreira em Aguiar da Beira.

De acordo com o Jornal de Notícias, a arma, uma pistola de 7.65mm, foi encontrada por um popular a poucos metros da casa de Fátima Reimão, a amiga que escondeu Pedro Dias, antes de este se entregar à polícia.

O homem que encontrou a arma estranhou o abatimento de terras, quando passava na zona, e acabou por descobrir a pistola envolta num pano e enterrada a 20 centímetros do solo.

Esta é já segunda arma que as autoridades recolheram no âmbito da investigação dos crimes de que Pedro Dias é acusado, faltando ainda localizar a glock do militar que ficou ferido, e cuja arma terá sido também levada pelo arguido.

A primeira arma, já nos autos do processo, era do GNR que morreu e que Pedro Dias terá usado para matar o casal de Trancoso, tendo sido depois deixada para trás na Serra da Freita, enquanto fugia.

Pedro Dias está acusado de cinco homicídios, sendo que três são na forma tentada. O início do seu julgamento está marcado para os primeiros dias de setembro.

Os comentários estão desactivados.