Sociedade

Vale de Judeus: guardas suspeitam que bombista tenha comprado telemóveis na prisão

Aparelhos entravam no estabelecimento prisional através de caixas de ecrãs de televisão


Um recluso da prisão de Vale de Judeus, em Alcoentre, foi apanhado duas vezes à entrada do estabelecimento prisional com telemóveis e outros acessórios.

De acordo com o Correio da Manhã, o recluso foi apanhado quando regressava de saídas precárias, na posse de caixas de ecrãs de televisão LCD, onde escondia os objetos.

Os Serviços Prisionais captaram, através de imagens de videovigiliância, o recluso a interagir com Andoni Zengotitabengoa, um terrorista basco que cumpre 12 anos de prisão por crimes como associação terrorista ou posse de explosivos para a prática terrorista. As autoridades estão agor a ainvestigar se o bombista era o recetor dos telemóveis e se terá comprado algum.

Segundo o mesmo jornal, o terrorista não está a ser responsabilizado pela tentativa de introdução dos aparelhos no estabelecimento prisional. Na última apreensão, que ocorreu na sexta-feira passada, foram recuperados seis telemóveis e carregadores, cabos USB e cartões de operador.

De acordo com o regulamento geral das prisões, o uso de telemóveis é proibido dentro das cadeias.

Os comentários estão desactivados.