Sociedade

Mulher foi violada em paragem de autocarro no centro de Lisboa

Gritos da vítima alertaram os vizinhos

Uma mulher de 32 anos estava, de madrugada, numa paragem no centro de Lisboa à espera de apanhar o autocarro para ir trabalhar, quando foi abordada por um jovem de 21 anos, que não parava de assediar e fazer insinuações.

Irritado com as constantes recusas da mulher, que começou a ficar aflita e gritou um ‘não’, o homem deitou-a ao chão e agarrou nas mãos da vítima de modo a que esta ficasse presa e violou-a, segundo o Correio da Manhã.

Apesar de ter os movimentos limitados, a mulher não parou de tentar debater-se com o seu agressor e de chamar por ajuda, os gritos finalmente surtiram efeito e várias pessoas saíram à rua, levando o homem a fugir.

A vítima foi socorrida e levada para o hospital.

O crime terá acontecido a 22 de junho e a investigação que depois se seguiu resultou na detenção de um homem esta semana. O suspeito já foi presente a tribunal tendo ficado sujeito a prisão preventiva.

O detido não tem antecedentes de crimes sexuais, mas no seu cadastro somam-se referências de furtos e roubos.