Sociedade

Mais de 30 incêndios ativos no centro do país

Só neste sábado foram registadas 200 ocorrências de incêndios florestais pela Proteção Civil. Ativado plano distrital de emergência em Coimbra.

Mais de três mil bombeiros estão neste sábado no terreno a combater 31 incêndios ativos, dos já 200 registados pela Proteção Civil desde a meia-noite deste sábado, que em Torres Vedras levaram mesmo ao corte da A8.

“Estamos a ter uma tarde muito trabalhosa para todos os bombeiros e demais agentes de proteção civil no terreno”,  disse ao final da tarde a porta-voz da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, à imprensa, num ponto de situação do combate aos fogos florestais num fim de semana em que vários distritos se encontram em alerta laranja. 

“Registámos desde zero horas de hoje um total de 200 ocorrências de incêndios florestais”, adiantou a porta-voz da Proteção Civil, dando conta de que, só entre as 15h e as 16h, houve registo de 25 novos fogos, entre as 16h e as 17h outros 25, e entre as 17h e as 18h, mais 23 fogos florestais, num fim de semana em que as temperaturas máximas chegaram em vários distritos perto dos 40 graus.

Os esforços da Proteção Civil estão na tarde deste sábado concentrados nos distritos de Coimbra, Santarém e Aveiro, onde se reativaram incêndios que durante a manhã tinham sido dominados, “fruto das condições meteorológicas no terreno”. Patrícia Gaspar falava nos incêndios da Mealhada, de Cantanhede, o de Alvaiázere e de Ferreira do Zêzere. 

“Mantemos todos os meios de reforço no terreno no sentido de conseguir responder e apoiar estas situações, mantemos o nível de alerta laranja para todos os distritos”, acrescentou a responsável, dando conta também da situação em Tomar, onde lavra um incêndio “já muito ativo” e com “algumas situações críticas em termos de aldeias e pequenas localidades que se concentram na área de propagação e desenvolvimento” do fogo, com “áreas onde se encontram evacuações em curso ou onde são previsíveis nas próximas horas”. 

Caso da Quinta da Lamarosa, em Cantanhede, já evacuada “sem incidentes a registar”, ou de um lar de idosos além de “alguns habitantes” da aldeia de Barcouço, na Mealhada.

Por volta das 18h30, deu ainda conta a porta-voz da Proteção Civil, foi ativado o plano de emergência da Proteção Civil do distrito de Coimbra.