Vida

A cura para a calvície pode ter sido descoberta

Um grupo de cientistas acredita ter descoberto uma forma para voltar a fazer o cabelo crescer.

Um estudo realizado por vários investigadores da Universidade da Califrónia em ratos mostrou que o aumento da produção de lactase - enzima que catalisa a hidrólise da lactose em glicose e galactose - acelera geneticamente as células-tronco nos folículos capilares dormentes, fazendo com que estes voltem a crescer.

Os cientistas acreditam que esta descoberta pode originar a criação de novos medicamentos para ajudar as pessoas que sofrem, por exemplo, de alopecia ou calvície.

De acordo com o Daily Mail, que cita Willim Lowry, professor de biologia molecular na UCLA, e principal autor do estudo, "Antes disto, ninguém sabia que aumentar ou diminuir a lactase teria um efeito nas células-tronco do folículo piloso. Assim que vimos como a alteração da produção de lactase nos ratos influenciou o crescimento do cabelo, isso levou-nos a procurar medicamentos que potencialmente poderiam ser aplicados à pele e ter o mesmo efeito".

A equipa de investigadores, para já, ainda só descobriu duas drogas experimentais que, quando aplicadas na pele dos ratos, têm este efeito de fazer os pelos crescer.

Contudo, ainda serão necessários mais estudos para comprovar esta influência da lactase em humanos.